Arquivos da categoria: Evento

Padarias e confeitarias integram o 2º Roteiro do Pão com Bolinho em Blumenau

 A participação de padarias e confeitarias é a grande novidade do 2º Roteiro do Pão com Bolinho Blumenau. Isso amplia as opções de sabores para quem é apaixonado pelo lanche símbolo da cidade. São 19 estabelecimentos que, até o dia 23 de julho, vão oferecer ao público as mais variadas receitas, da tradicional a versões mais incrementadas e até mesmo com maionese sem lactose. Os preços variam entre R$ 4,99 e R$ 19,90. O evento é organizado pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e Região (SIHORBS).

Confira os participantes e as opções de lanches:

Bares e restaurantes:

– Bar Eisenbahn (Hotel Ibis Budget) – Pão francês, bolinho de carne magra temperada com especiarias, salada de alface com tomate e maionese de leite. Valor: R$ 16.

– Factory Beira Rio – Bolinho Alla Parmegiana com batata chips: bolinho de carne cortado em fatias ensopadas no molho de tomate com parmesão, muçarela, temperos como tomilho, manjericão, servido no pão ciabatta. Valor: R$ 19,90.

– Polpetta – Pão francês, bolinho de carne tradicional com queijo muçarela duplo, bacon caramelizado e aioli de agrião. Valor: R$ 13,50.

– Restaurante Per Tutti – Pão francês crocante, queijo cheddar, queijo muçarela, cebola crispy, bolinho de carne com linguiça Blumenau e bacon, maionese caseira e vinagrete. Valor: R$ 9,90.

Cafés e lanchonetes:

– Café Bremen – Pão branco de fatia, bolinho, queijo e tomate feito na sanduicheira e servido com maionese caseira. Valor: R$ 10.

– Excelência Café – Pão francês, bolinho grelhado, presunto, queijo, cebola caramelizada, tomate, alface, molho de maionese, ketchup e mostarda. Valor: R$ 14,50.

– Floresta Lanches – Pão francês, bolinho especial da casa e maionese caseira. Valor: R$ 6,50.

– Lanchonete Edelweiss – Pão Petrópolis, queijo provolone, creme de queijo parmesão, bolinho especial da casa na chapa e tomate. Valor: R$ 9,50.

– Lanchonete Ipê – Pão Petrópolis, bolinho especial da casa na chapa, alface, tomate e maionese caseira. Valor: R$ 8,50.

– Lanchonete Pinguim – Pão francês, bolinho especial da casa e maionese caseira. Valor: R$ 6,50.

– União Lanches – Dois bolinhos especiais da casa na chapa, pão francês aquecido, queijo, tomate com orégano e maionese caseira sem lactose. Valor: R$ 9,90.

Padarias:

– Bertha Confeitaria – Pão francês, bolinho de carne especial, ovo, tomate e queijo. Valor: R$ 6,50.

– Cantinho Doce – Pão Petrópolis com gergelim, alface, tomate, queijo muçarela e cebola crispy. Valor: R$ 9,90.

– Confeitaria Bavaria – Pão francês e bolinho de carne, com a possibilidade de acrescentar dois itens: queijo, presunto fatiado, peito de frango fatiado, alface e/ou tomate. Valor: R$ 6,50.

– Della Nonna Pães & Doces – Pão francês, maionese, bolinho de carne, queijo minas e tomate. Variações: Queijo prato e alface. Valor: R$ 9,25.

– Padaria e Confeitaria Kibaguetti – Pão francês, bolinho de carne chapeado com uma fatia de queijo. Valor: R$ 4,99.

– Padaria Dalri – Bolinho de carne artesanal, maionese caseira, queijo e tomate no pão francês de fabricação própria. Valor: R$ 6,50.

– Panificadora Bublitz – Pão francês, bolinho de carne, tomate, alface, ovo, queijo, manteiga ou maionese. Valor: R$ 8,90.

– Rekynt & Sabor – Pão francês, bolinho de carne especial, queijo prato, alface, tomate, pepino e molho Rekynt. Valor: R$ 9,90.

Que tal saborear tainhas de graça neste sábado (1/7) em Itajaí?

Cinco toneladas do peixe serão servidas de graça para encerrar as festividades dos 157 anos da cidade

Para fechar em grande estilo e celebrar a cultura da pesca, o Mercado Público de Itajaí será fechado com barracas para servir gratuitamente cinco toneladas do pescado mais esperado da estação. A festa será no sábado (1/7), das 10h às 15h e embalada por apresentações musicais.

Assada, frita, recheada, com ova. A tainha é um peixe versátil e saboroso de todas as formas. Ao todo, serão 30 barracas comandadas por secretarias municipais e entidades que farão o preparo do peixe. As cinco toneladas servidas à população foram doadas por 11 instituições. Haverá mesas para acomodar a população e garantir a apreciação do almoço típico.

De acordo com o organizador da programação de aniversário de Itajaí e superintendente da Fundação Cultural, Normélio Pedro Weber, a festa é o ponto das comemorações pelo caráter democrático e cultural que carrega. “A população terá acesso gratuito ao símbolo da nossa tradição pesqueira. Será o resgate de uma grande festa”, comemora.

O secretário Municipal de Pesca e Aquicultura, Valmir Victorino Junior, responsável por conseguir as doações de tainha para a festa, ressalta que os pescados precisam estar presentes na mesa dos itajaienses de forma acessível. Este é um dos objetivos, inclusive, do Caminhão do Peixe que voltou a circular todas as semanas pelos bairros após sete meses parado.

Como ficará o trânsito

A partir do meio-dia de quinta-feira (29), o trânsito no entorno do Mercado Público sofrerá alterações para os preparativos da Festa da Tainha. Quem segue pela avenida Ministro Victor Konder, a Beira-rio, deverá desviar pela rua Joinville para ir rumo ao centro e ao ferry-boat.

Na sexta-feira às 8h, a rua Olímpio Miranda Junior será bloqueada na esquina com a rua Lauro Muller. O condutor que deseje ir rumo ao centro ou ao ferry-boat, deverá antecipar a conversão e dobrar na rua Quinze de Novembro. Para seguir no sentido ao bairro Fazenda, basta seguir pela rua Lauro Müller.

A Coordenadoria de Trânsito de Itajaí (Codetran) sinalizará os locais com cones, cavaletes e haverá orientação com agentes. As ruas ficarão bloqueadas até domingo, quando as tendas deverão ser desmontadas e o tráfego liberado.

Quem doou

– 4 Mares
– Brasil Sul Pescados
– Cais do Atlântico
– Carioca Pescados
– Costa Sul Pescados
– Força Sindical
– Gomes da Costa
– Rio Pesca
– Sindipi
– Sintrapesca

Delícias que atravessam gerações

 

Hora de resgatar antigos cadernos de receitas e apostar em tradições familiares. Foi isso que a organização do 13º Festival Gastronômico de Pomerode propôs aos 11 restaurantes do evento, que será realizado entre os dias 5 e 16 de julho. Nesta edição, o tema para compor o menu é “Sabores da Colonização Alemã”, com receitas elaboradas nos mesmos moldes que os imigrantes faziam quando chegaram no Brasil. A historiadora do Museu Pomerano, Roseli Zimmer, recorda que os pomeranos tiveram que adaptar suas receitas, buscando substitutos para os ingredientes com que estavam acostumados na Europa. Assim, trocaram o pato pelo marreco e a farinha de trigo pelos tubérculos, por exemplo. É por isso que taiá, batata-doce e mandioquinha estarão em vários pratos, ao lado de iguarias tradicionais da culinária alemã.

Alguns pratos oferecidos fazem parte de tradições familiares locais, mas raramente são encontrados comercialmente. Um exemplo é o “Carábrot” um saboroso pão de receita centenária, feito com cará. Outras receitas típicas como o Sahnehering (um filé de sardinha com creme de nata, maionese, cebola e maçã), o Krauttaschen (trouxinha de repolho com carne moída) e o Schwarzsauer (sopa de miúdos de marreco e/ou galinha) também poderão ser apreciadas. Ainda estarão presentes as bolachas artesanais assadas na hora em forno a lenha e as cucas nos sabores mais tradicionais e em versões com ingredientes premium, como o Chocolate Nugali e a Linguiça Olho. Além destes pratos repletos de tradição, o visitante poderá encontrar outras opções preparadas pelos chefs, incluindo sugestões mais leves, como sopas e saladas e pratos sem glúten e sem lactose.

Bebidas para todos os gostos

No cardápio de bebidas, uma ampla carta de vinhos, de chopes artesanais e um dos maiores sucessos do Festival Gastronômico de Pomerode do ano passado: o Glühwein, uma bebida quente feita com vinho, canela, anis e especiarias, que é muito tradicional no Inverno alemão. Será comercializado em uma casinha de madeira típica, igual às encontradas nas feiras de Inverno da Alemanha. Glühwein significa “vinho aceso”, pois na Idade Média era aquecido pela imersão de ferros em brasa.

O evento mais charmoso e aconchegante da região é realizado no Pavilhão Municipal de Eventos.

Serviço:

O quê: 13º Festival Gastronômico de Pomerode
Quando: de 5 a 16 de julho.
Onde: Pavilhão Municipal de Eventos – Avenida 21 de Janeiro, 2150, Centro, Pomerode (SC)
Ingressos: de segunda a quarta, entrada gratuita. De quinta a domingo, R$ 5 e meia entrada para as classes previstas em lei.

 

Picarraiá 2017 servirá duas toneladas de canjica, a maior do Brasil

19 E além de arrastar os pés com uma programação de shows nacionais que inclui o cantor sertanejo Michel Teló, o Picarraiá 2017 servirá uma canjica preparada em uma panela de ferro de 12 toneladas, onde duas toneladas e 80 quilos da iguaria estarão disponíveis gratuitamente para o público. A receita já conquistou recorde nacional certificado pela RankBrasil.

A maior canjica do Brasil será oferecida para a comunidade e os visitantes na tarde de sábado (8/7), mas começa a ser feita já no dia anterior e passará por 12 horas de preparo até ficar no ponto. “É necessário que ela fique muitas horas de molho até ser adicionado o leite condensado, o leite de coco e o coco ralado natural, que é o grande diferencial da nossa produção”, afirma Susan Corrêa, Secretária de Turismo. Quem visitar o Piçarraiá 2017 poderá apreciar ainda as iguarias típicas dos festejos juninos como o pinhão, o quentão, as pipocas e os doces que serão oferecidos em barraquinhas por 11 Escolas Básicas e Centros de Educação Infantil (CEIs) de Balneário Piçarras e pela Apae da cidade. Toda a venda será revertida para as Associações de Pais e Professores (APPs).

Realizado nos arredores do Ginásio de Esportes Aurélio Solano de Macedo, no Centro de Balneário Piçarras, o evento terá entrada gratuita mediante entrega de um quilo de alimento não perecível, que será encaminhado pela Assistência Social às famílias carentes e entidades do município. A festa surgiu há cerca de 25 anos como um encontro da comunidade e uma estratégia das Associações de Pais e Professores das escolas para arrecadar verba adicional para as instituições. “Era uma união de forças, com toda a família envolvida, para melhorias de cada unidade. A tradição foi mantida e, hoje, o evento nutre a manifestação da solidariedade. A festa tem o propósito de reunir de pessoas, reforçando a questão cultural e gastronômica do município, oferecendo uma opção de lazer para as famílias e ao mesmo tempo contribuir para o desenvolvimento de escolas para as futuras gerações”, afirma Silvana Maria Rebello Pereira, Presidente da Fundação Municipal de Cultura.

PROGRAMAÇÃO PIÇARRAIÁ 2017

Sexta-Feira (7/7)
19h às 24h – Feira Regional de Artesanato Costa Verde & Mar

PALCO PRINCIPAL
15h –  Desfile de abertura pela Avenida Nereu Ramos
19h – Abertura da festa com a chegada da Turma da Tia Bilica
19h30min – Apresentação de Danças Típicas
20h30min – Escolha do Casal Piçarraiá 2017
21h30min – Show Nando & Leo
23h – Show Nacional Michel Teló

Sábado (8/7)
14h às 24h – Feira Regional de Artesanato Costa Verde & Mar

PALCO CULTURAL
13h30min – Abertura dos Portões
13h30min – Show Grupo Ravena Country
14h – Distribuição gratuita da maior Canjica do Brasil
14h30min – Apresentação D. Maricotinha
Apresentação Tia Bilica e sua Turma
15h – Apresentação Cultural “Alivanta meu boi”
16h – Quarteto de Cordas Sambaqui
17h – Show infantil “Fantástico Mundo Disney”
18h – Grupo Nilêra
19h30min – Show Miramar e Mirai e Banda

PALCO PRINCIPAL
20h30min – Festival de Acordeon
22h – Show Rodrigo Valentim
23h30min – Show Nacional Tchê Garotos.

Temporada de tainha no Toca da Garoupa

Inverno no Litoral catarinense é certeza de tainha fresca. E se você está procurando um local para saborear essa iguaria que lota o nosso mar na estação mais fria do ano, a Toca da Garoupa pode ser o lugar ideal. Até o dia 30 de junho, o tradicional restaurante de Florianópolis está com duas receitas especiais no cardápio.

Para quem prefere o peixe escalado, técnica que consiste em assar o peixe aberto, poderá apreciá-lo acompanhado de arroz com açafrão, purê de mandioquinha, batata souté, ova e salada. Mas se a preferência for pelo peixe servido em posta, os acompanhamentos são arroz branco, pirão de peixe, batata frita, ova e salada.

O Toca da Garoupa tem quase 30 anos de história e o carro-chefe do restaurante são os frutos do mar. Entre os mais pedidos está a moqueca mista, composta por um mix de ingredientes: posta de garoupa, marisco, lula, polvo, lagosta e camarão que chega à mesa em um caldeirão fumegante e perfumado.

Toca da Garoupa
Rua Alves de Brito, 181, Centro, Florianópolis (SC)
Horário de atendimento: 11h45min às 15h, 18h30min às 23h15min
(48) 3207-5627