Arquivo da tag: grelha

Três dicas simples para preparar peixe na brasa

Parece simples, mas preparar peixe na brasa requer alguns cuidados específicos para o resultado final ter o melhor sabor possível. Confira:

  1. É importante untar bem o peixe. Como na maioria dos casos a carne não tem tanta gordura, o calor da churrasqueira pode ressecar o peixe rapidamente. Pode ser um molho à base de óleo (misture óleo com açafrão, coentro ou manjerona), inclusive um mais leve, como de oliva ou girassol. Mas antes de passar o molho é importante secar o excesso de água e cuidado para não passar muito óleo, ao ponto de pingar no fogo e aumentar as chamas.
  1. Tenha paciência. Vai demorar alguns bons minutos para que o fogo “sele” o peixe, deixando-o pronto para poder ser manuseado. Mesmo se no primeiro posicionamento você achar que está um pouco torto, espere.
  1. Na hora de virar o peixe, vire com firmeza. Como o peixe deve ser feito na grelha, é preciso sempre alternar os lados expostos no fogo. O ideal é ser a grelha fechada, mas se for a grelha aberta, muito cuidado para não quebrar o peixe e deixar o interior exposto. Vale desde o início até começar a ficar dourado, envolver com papel alumínio para virar melhor. Depois é importante finalizar sem essa cobertura.

Como assar a carne mantendo o sabor e a saúde

Você sabia que a forma de cocção da carne influencia, e muito, no resultado final do prato que será servido? E o que é melhor, carvão ou lenha? Qual a forma mais saudável para preparar a carne?

Sabe-se que o carvão vegetal nada mais é do que madeira queimada. Ele é obtido a partir da carbonização de madeira, que, após este processo, resulta em troncos negros. A principal vantagem desta opção é a praticidade e agilidade. Mas, em contrapartida, o carvão libera alcatrão e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, substâncias com alto potencial cancerígeno.

Outra opção tão comum quanto carvão para o preparo da carne é o fogo a lenha, opção mais saudável e muito usada no Uruguai, Argentina e no Sul do Brasil. Conhecido como Parrilla, este método de preparo utiliza de um sistema de grelhas móveis, que tem a sua lenha queimada separadamente, evitando que a queima do carbono interfira no gosto do alimento, esturricando as peças que estão sendo assadas. “O resultado deste preparo é uma carne que não fica defumada e possui um sabor muito característico, já que ela fica isenta da fumaça e do calor direto, atribuindo um sabor mais autêntico”, explica Paulo Cunha, Parrileiro e proprietário do restaurante Las Leñas.

Um outro diferencial neste processo é o fato de as carnes não serem furadas pelos espetos e mantidas inteiras sobre as grelhas, fazendo com que o sangue não escorra, sendo conservado no interior das peças e agregando sabor as carnes. “O resultado é uma carne mais macia e suave com gosto de grelhado, e com menos gordura, pois se na churrasqueira tradicional a carne é banhada na própria gordura, na Parrilla a gordura escorre pelas laterais onde fica armazenada, tornando a carne mais saudável”, complementa Cunha.

O empresário ainda dá uma dica: o ideal é manter a carne a uma distância de 20 cm da brasa – quando for fogo a lenha. Caso a opção seja o carvão, o indicado é assar a carne entre 50 a 80 cm do fogo para minimizar a contaminação pela fumaça.

 

parrilla

 

Foto: Marcos Campos

Sobre o Las Leñas
A unidade de Florianópolis está localizada anexa ao Shopping Iguatemi, na Avenida Madre Benvenuta. A casa é fruto da parceria dos empresários gaúchos Paulo Cunha, idealizador da marca, e Omar El Kik. Além de Floripa, o Las Leñas também possui unidade em Gramado (RS). Aberto diariamente das 11h às 15h e das 18h às 24h, o restaurante aceita reservas e também oferece variedades em bebidas e sobremesas.