Arquivo da tag: Pomerode

Delícias que atravessam gerações

 

Hora de resgatar antigos cadernos de receitas e apostar em tradições familiares. Foi isso que a organização do 13º Festival Gastronômico de Pomerode propôs aos 11 restaurantes do evento, que será realizado entre os dias 5 e 16 de julho. Nesta edição, o tema para compor o menu é “Sabores da Colonização Alemã”, com receitas elaboradas nos mesmos moldes que os imigrantes faziam quando chegaram no Brasil. A historiadora do Museu Pomerano, Roseli Zimmer, recorda que os pomeranos tiveram que adaptar suas receitas, buscando substitutos para os ingredientes com que estavam acostumados na Europa. Assim, trocaram o pato pelo marreco e a farinha de trigo pelos tubérculos, por exemplo. É por isso que taiá, batata-doce e mandioquinha estarão em vários pratos, ao lado de iguarias tradicionais da culinária alemã.

Alguns pratos oferecidos fazem parte de tradições familiares locais, mas raramente são encontrados comercialmente. Um exemplo é o “Carábrot” um saboroso pão de receita centenária, feito com cará. Outras receitas típicas como o Sahnehering (um filé de sardinha com creme de nata, maionese, cebola e maçã), o Krauttaschen (trouxinha de repolho com carne moída) e o Schwarzsauer (sopa de miúdos de marreco e/ou galinha) também poderão ser apreciadas. Ainda estarão presentes as bolachas artesanais assadas na hora em forno a lenha e as cucas nos sabores mais tradicionais e em versões com ingredientes premium, como o Chocolate Nugali e a Linguiça Olho. Além destes pratos repletos de tradição, o visitante poderá encontrar outras opções preparadas pelos chefs, incluindo sugestões mais leves, como sopas e saladas e pratos sem glúten e sem lactose.

Bebidas para todos os gostos

No cardápio de bebidas, uma ampla carta de vinhos, de chopes artesanais e um dos maiores sucessos do Festival Gastronômico de Pomerode do ano passado: o Glühwein, uma bebida quente feita com vinho, canela, anis e especiarias, que é muito tradicional no Inverno alemão. Será comercializado em uma casinha de madeira típica, igual às encontradas nas feiras de Inverno da Alemanha. Glühwein significa “vinho aceso”, pois na Idade Média era aquecido pela imersão de ferros em brasa.

O evento mais charmoso e aconchegante da região é realizado no Pavilhão Municipal de Eventos.

Serviço:

O quê: 13º Festival Gastronômico de Pomerode
Quando: de 5 a 16 de julho.
Onde: Pavilhão Municipal de Eventos – Avenida 21 de Janeiro, 2150, Centro, Pomerode (SC)
Ingressos: de segunda a quarta, entrada gratuita. De quinta a domingo, R$ 5 e meia entrada para as classes previstas em lei.

 

Especialista em chocolates finos dá dicas de harmonização com chocolates e cervejas

A combinação dos sabores vem conquistando paladares

Uma das bebidas mais queridas pelos brasileiros e, principalmente, pelos catarinenses, as opções de consumo com a cerveja e com o chope vem ampliando nos últimos anos. As variações da bebida são muitas e há combinação para todos os gostos. Se tratando de sobremesas, o chocolate é uma opção que casa muito em bem em qualquer estação. Para o diretor de Produção da 07, quando se fala em harmonização, não existe verdade absoluta. “É ideal saber que não faz sentido harmonizar produtos de baixa qualidade. Se o objetivo é provocar uma experiência sensorial, não queremos que aromatizantes ou conservantes artificiais interfiram com o sabor verdadeiro dos ingredientes. Isso é muito importante”, destaca.

Confira algumas dicas de harmonizações com chocolates:

Imperial Stout + Serra do Conduru 80% cacau

A abordagem mais tradicional na harmonização de chocolates com cervejas é procurar combinar a intensidade dos dois. Assim, chocolates com altos teores de cacau são um par natural para cervejas mais encorpadas e de maior teor alcóolico. Por exemplo, um chocolate como o Serra do Conduru 80% cacau combina divinamente bem com uma cerveja do estilo Imperial Stout. “Esta é, talvez, a combinação mais nobre entre chocolates e cervejas”, reforça Ivan.

Bock + Nugali ao Leite 45%

Um chocolate ao leite com teores elevados de cacau, como o Nugali 45% Cacau, harmoniza muito bem com uma Lager forte e adocicada, como as cervejas Bock.

Hefeweizen + Dragées de Banana e Morango

Cervejas de trigo, como as Hefeweizen – também chamadas de Weissbier -, têm notas de frutas que combinam com chocolates que também tenham esta personalidade. Assim, uma boa pedida para este tipo de cerveja são os Dragées de Banana (Cacau em Flor 63% Cacau) e os Dragées de Morango (Chocolate ao Leite).

Vale destacar ainda que cervejas com maior teor de lúpulo e, por isso, com amargor mais pronunciado, como a IPA, são mais difíceis de harmonizar com chocolates. O mesmo acontece com as cervejas mais claras, como a Pilsen. “Cada chocolate e cada bebida tem sua própria personalidade, e combinações devem ser tentadas individualmente, às vezes com resultados surpreendentes”, finaliza.

Nugali Chocolates

Festival Gastronômico de Pomerode aposta nos Sabores da Pomerânia

Da região de onde vieram os primeiros imigrantes de Pomerode vem também os principais pratos do 12º Festival Gastronômico. Entre os dias 6 e 17 de julho, chefs e restaurantes da cidade mais alemã do Brasil estarão servindo o que há de melhor na culinária germânica. São mais de 70 opções e, entre eles, 10 se destacam por serem receitas originárias da Pomerânia. Ficou com vontade de conhecê-las? O Senhor Sabor apresenta hoje a Liseneitopf (Sopa de Lentilhas), do Restaurante Funiculi Funiculá, e o Wildschwein (Javali) à moda pomerana, do Restaurante Siedlertal. Anote:

12-7-2016 (Liseneitopf)

Liseneitopf
 
Ingredientes:
500g de lentilhas
200g de bacon
8 batatas
8 cenouras
Creme de leite
1 colher de sopa de vinagre de vinho
1 colher de açúcar
1 colher de mostarda amarela
Sal e Pimenta

Modo de preparo:
Deixe as lentilhas de molho por aproximadamente 12 horas. Lave as lentilhas, acrescente o bacon cortado em pedaços pequenos e água limpa. Leve ao fogo. Após uma hora, acrescente as batatas em pedaços e as cenouras em rodelas. Cozinhe por 20 minutos. Adicione o açúcar, vinagre, sal e pimenta a gosto e cozinhe por mais 10 minutos. Antes de servir, acrescente o creme de leite e a mostarda.

Apoio 15-7-2016 (Wildschwein)

Wildschwein
 
Ingredientes:
1kg de carne de Javali;
100 ml de limão Rosa;
1 litro de água filtrada;
3 dentes de alho;
1 cebola;
Cheiro verde a gosto;
Pimenta rosa, pimenta do reino branca e calabresa a gosto;
100g de sal.
 
Modo de preparo:
Junte todos os ingredientes, misture bem e mergulhe a carne no tempero. Deixe por no mínimo oito horas. Depois é só grelhar em fogo alto por cinco minutos de cada lado. Sirva com a salada da sua preferência e batatas fritas.

 

 

Anote na agenda: julho terá o 12º Festival Gastronômico de Pomerode

Foto_002_2016

Inverno, friozinho e não há nada melhor que degustar o melhor da gastronomia local, não é mesmo? Se você curte comida típica da região do Vale Europeu não pode perder o 12º Festival Gastronômico de Pomerode, que será realizado no Parque Municipal de Eventos entre os dias 6 e 17 de julho. Por lá será possível experimentar desde as tradicionais cucas até opções mais refinadas, como o Magret de Carnard, peito de pato com pasta ao molho de mostarda.

No total, serão 10 restaurantes, todos de Pomerode, com opções para diferentes gostos e bolsos. Neste ano, a grande novidade vem em forma de desafio: cada participante terá que trazer uma receita tradicional da Pomerânia, região que deu origem à cidade. “Cada estabelecimento recebeu um livro com receitas da região e tem o desafio de trazer um dos pratos típicos de lá para o Festival Gastronômico. A ideia é resgatar pratos da cultura dos nossos antepassados ”, destaca uma das organizadoras do evento, Ivone Lemke.

 

Mais atrações

Quem passar pela Vila Gastronômica poderá explorar cardápios diferenciados, carta de vinhos e, ainda, cervejas regionais que harmonizam com cada receita. Além disso, o público poderá conferir shows musicais, exposições e venda de artesanato, pães, cucas, chocolates finos e biscoitos.

Foto_001_2016 (Arte Festival)

Participantes

Chef Jairo

Curupira Haus

Funiculi Funicula

OPA Boteco

Sabor do Sul

Schornstein Kneipe

Siedlertal

Torten Paradies

Wox

Wunderwald

Horários: Segunda a quarta-feira, das 18h às 23h; Quinta a sábado, das 18h às 24h e domingo das 11h às 16h.

Apresentações folclóricas: De segunda a sábado às 20h30min e domingo a partir das 13h30min.

Truques para não errar no preparo da feijoada

Foto_017-2016 (Feijoada)_menor Credito - Jooo Guilherme de Carvalho via Visualhunt

Feijoada e Inverno são praticamente palavras sinônimas. Com o frio que logo deve chegar, é aberta oficialmente a temporada desse prato considerado um item básico na mesa dos brasileiros. Há quem utilize a feijoada como fonte de renda em eventos sociais e também tem aqueles que aproveitam a época do ano para adicionar o prato ao cardápio de alguma comemoração como, por exemplo, festas de aniversário.

Luiz Antonio Bergamo, que trabalha há mais de 10 anos com embutidos e defumados e é sócio da empresa Olho, defende que, no preparo da feijoada, as carnes mais indicadas são costelinha de porco, lombinho, linguiça (podendo ser a Linguiça Blumenau), paio, bacon e carne seca. Muita gente tem dúvida com relação a quantidade de ingredientes necessária por pessoa. O especialista em carnes e chef do Figueira Restaurante, Caio Fontenelle, ensina alguns truques para fazer uma feijoada completa e não errar na quantidade.

Feijoada completa
Ingredientes (por pessoa):
150g de carnes sem osso (carne seca, lombinho de porco, linguiça, paio e bacon)
300g de carnes com osso (costelinha de porco)
90g de arroz (cru)
90g de feijão preto (cru)
1/2 laranja
4 folhas de couve
60g de farofa

Observação: as quantidades de feijão e arroz consideram os acompanhamentos sugeridos acima. Caso outros acompanhamentos sejam acrescentados, como aipim frito, torresmo e ovo, o ideal é reduzir um pouco os volumes.

Foto_003-2014 (Linguica Blumenau)_menor

Dicas de preparo:
1) Deixar o feijão de molho durante a noite, isso facilitará o cozimento. Utilize a água restante do molho para cozinhar o feijão.
2) Se usar carnes salgadas, dessalgue em água fria na geladeira durante a noite. Troque a água e mexa as carnes pelo menos três vezes.
3) Antes de fazer a feijoada, escalde as carnes para tirar um pouco da gordura e o restante do sal. Coloque na panela e cubra de água. Deixe ferver por mais uns 20 minutos e depois acrescente o feijão e cozinhe até chegar ao ponto.
4) Carnes prontas, como a linguiça e o paio, deverão ser escaldadas e colocadas no feijão após o cozimento das primeiras, como lombinho, carne seca e costelinha, para que não desmanchem no processo.
5) Pegue umas duas xícaras de feijão (cozido) com o caldo, bata no liquidificador e retorne à panela para que engrosse o caldo.
6) O tempero da feijoada é feito a parte e colocado ao final do seu cozimento, isso trará mais sabor e frescor ao prato. Prepare em uma frigideira um refogado com cebola, alho e bacon e umas folhas de louro e adicione à panela.

Olho Embutidos e Defumados
Rua Ribeirão Areia, 1822, Bairro Ribeirão Areia, Pomerode (SC)

Figueira Restaurante
Rua Mariana Bronnemann, 527, Bairro da Velha – Blumenau (SC)